sábado, 20 de janeiro de 2018

A RECOMENDAÇÃO DE JESUS PARA OS OBREIROS, PASTORES E BISPOS

Fazer a obra de Deus é um privilégio constituído a poucos, mas o que muitos operadores da obra de Deus não sabem é que existe uma condição sine qua non para tal mister.

Sim, existe uma condição, que sem a qual, torna impossível fazer a obra de Deus.

Ser obreiro, pastor ou bispo, não se limita apenas ao curso da teologia, como a maioria dos teólogos pensam. Enganam-se quem tem esse pensamento. Fazer a obra de Deus exige muito mais que isso.

Observe que os apóstolos e discípulos que seguiam a Jesus durante todo o seu ministério aqui na terra, não puderam iniciar os seus respectivos ministérios sem que tivessem sido batizados com o Espírito Santo.

Depois da crucificação e morte, o Senhor Jesus ainda ficou nesta terra quarenta dias, ensinando as coisas da salvação e fortalecendo os seus seguidores: “...A estes também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas provas incontestáveis, aparecendo-lhes durante quarenta dias e falando das coisas concernentes ao reino de Deus...” (Atos cap. 1, v. 3).
  
Mas Jesus deu uma ordem, a qual foi obedecida por todos, para que nenhum deles se ausentasse de Jerusalém, ou seja, para que nenhum deles iniciassem o ministério sem serem batizado com o Espírito Santo: “...determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse ele, de mim ouvistes.  Porque João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias...” (Atos cap. 1, v. 4 e 5).

Essa é a condição sine qua non para se fazer a obra de Deus e que a maioria dos obreiros e pastores não atentam ou não querem cumprir.

Temos visto as igrejas cheias de obreiros, pastores e bispos endemoniados, porque não atentaram para essa ordem deixada por Jesus. É verdade. A maioria dos obreiros, pastores e bispos não tem o Espírito Santo e mesmo assim estão fazendo a obra de Deus, lutando contra o diabo, sem ter esse poder.

Pois bem. O Espírito Santo é o poder de Deus dentro do obreiro, do pastor ou do bispo. E é justamente esse poder que dá condições de a pessoa desfazer o mal.

Quando a pessoa é batizada com o Espirito Santo, o diabo não a vê como uma pessoa normal; pelo contrário, quando o diabo olha para ela vê o corpo todo cheio de fogo, o “Fogo do Espírito Santo” e por isso não pode tocá-la.
O Espírito Santo é isso; é o poder de Deus dentro da pessoa. Condição pela qual o obreiro, pastor ou bispo tem para desfazer as obras do diabo.

Fazer a Obra de Deus é desfazer as obras do diabo, é lutar contra o mal. E como posso lutar contra o mal sem ter esse Poder dentro de mim? Como posso enfrentar o mal que está na minha casa, na minha família, no meu casamento, no meu trabalho, nas pessoas que me procuram para receber ajuda se não tenho o Espírito Santo? Impossível.

Se a pessoa não tem o Espírito Santo e mesmo assim está fazendo a obra de Deus; está “catucando o diabo com vara curta”, ou seja, está colocando  sua vida em risco, já que toda vez que vai orar em uma pessoa, o demônio que está nessa pessoa passa para ela.

Eis o motivo de muitos cristão estarem com suas vidas carregadas de problemas, doenças, separação e mazelas, mesmo dizendo que supostamente têm o Espírito Santo. Impossível a pessoa ter o Espírito Santo e carregar os sintomas do diabo sua vida. A inteligência diz que não.

Por isso meu amigo e mina amiga, essa palavra vai para você que está fazendo a obra de Deus ou que pretende fazer. Preste atenção: se você é batizado com o Espírito Santo então você tem esse fogo, esse poder dentro de si e, por conseguinte, está apto para fazer a obra; mas se você não é batizado com o Espírito Santo ou se tem alguma dúvida, não corra esse risco.

O teu ministério não pode estar acima da tua salvação. Cuide de sua vida, da sua salvação. Comesse do zero, busque o batismo com o Espírito Santo como prioridade na sua vida, porque se você continuar nesse engano, sua vida corre sério perigo. A não ser que você não acredite na ordem dada pelo Senhor Jesus, descrita no Livro de Atos, mencionada acima.

Que essas palavras sejam suficientes para lhe esclarecer e tirar as dúvidas acerca do motivo dos teus problemas, dos sofrimentos que carregas como cristão e da importância de ser batizado com o Espírito Santo.

domingo, 7 de janeiro de 2018

VOCÊ TEM CONDIÇÕES DE SEGUIR JESUS?

Grandes multidões o acompanhavam, e ele, voltando-se, lhes disse: Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo. Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar se tem os meios para a concluir? Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem zombem dele, dizendo: Este homem começou a construir e não pôde acabar. Ou qual é o rei que, indo para combater outro rei, não se assenta primeiro para calcular se com dez mil homens poderá enfrentar o que vem contra ele com vinte mil? Caso contrário, estando o outro ainda longe, envia-lhe uma embaixada, pedindo condições de paz. Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo. (Lucas, capítulo 14, versículos 25/33).

Ao meditarmos no texto sagrado, logo chegamos ao entendimento de que nem todo mundo que se diz cristão está apto a seguir Jesus. Ser cristão exige renúncia, sacrifício e acima de tudo planejamento.

O texto acima é um ensinamento do próprio Jesus acerca  da visão que deve ter o seu pretenso seguidor.

Todo bom empreendedor, antes de abrir um negócio ou uma empresa, deve, antes de tudo, fazer um breve estudo acerca do ramo que ele pretende comercializar. Deve se preparar naquela área, estudar os riscos e as vantagens, se capacitar para tal, porque senão o fracasso empresarial será inevitável. São as aulas que aprendemos no SENAI / SEBRAE, etc. Conhecer do negócio é essencial para o empreendedor.

Pois bem. Foi fazendo essa comparação que Senhor Jesus, ao perceber que grande multidão o seguia, mas não sabia que o caminho era difícil. Pensavam que para serem chamados de cristãos, bastavam apenas estar acompanhando Jesus e na verdade, não é bem assim.

Ter muita gente com nome de cristão não quer dizer que todos são de Cristo. O Mestre deixou isso bem claro ao reunir a todos e adverti-los de que eles estavam ali, mas na verdade nem sabiam o que queriam.

O seguidor de Cristo deve, antes de tudo, estudar os riscos que a fé exige e saber das condições exatas para se andar com Deus e ter  o título de cristão.

Assim como o bom empreendedor deve fazer um estudo prévio sobre o negócio que pretende abrir, o pretendente a seguir Jesus deve também, saber que a vida cristã não é fácil. Sacrifício diário, renúncia, perseguições e desafios farão parte da jornada.
Enganam-se os que pensam que ser cristão é ter uma vida sem problemas e cheia de facilidades; ah, se enganam mesmo! O tomar a cruz, descrito no versículo 27  deixa claro isso.

Jesus não veio ser senhor deste mundo. Seu seguidor deve ter essa consciência e saber de logo que a recompensa maior será herdar um lugar no Reino dos Céus quando partir para a eternidade.

A salvação da alma é o objetivo principal para o seguidor de Cristo.  

O mesmo acontece nos dias atuais. As igrejas estão repletas de multidões à procura das bênçãos de Jesus. Todavia, a maioria não tem o conhecimento dessa realidade descrita pelo próprio Jesus, em Lucas 14, versículos 25 ao 33.

Não adianta ter a igreja cheia de pessoas mal intencionadas e interesseiras, se as mesmas não tiverem o conhecimento das condições necessárias para se alcançar a salvação, o entendimento de que para se andar com Cristo é necessário renunciar a sua própria vida e aos seus entes queridos.

Medite, calcule, estude amplamente as condições exigidas para ser de fato e de verdade um fiel seguidor da doutrina de Cristo. Não seja mais um em meio à multidão.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

A FÉ DO SALMO 91 PARA O ANO DE 2018

Finalmente chegamos ao primeiro dia do ano de 2018. Hoje, muitas pessoas estão ressacadas, devido ao exagero do álcool durante a festa da virada. Outras pessoas se isolaram no quarto para chorar a amargura dos problemas, enfim, cada um tem uma história para relatar.

Os da fé, que estão em Cristo, logicamente têm uma expectativa de que nesse novo ciclo que se inicia hoje, as coisas vão melhorar. Os que de fato e de verdade habitam no esconderijo do Altíssimo não têm o que temer nessa nova jornada, pois estarão sob a proteção de Deus.

É na fé do Salmo 91 que quero apresentar ao amigo leitor a condição para se vencer neste ano novo. Vamos meditar em cada versículo para renovar a nossa fé, a ponto de vermos a dádiva que é estar no Esconderijo do Altíssimo.

Diz assim o salmista: “O que habita no esconderijo do Altíssimo e descansa à sombra do Onipotente diz ao Senhor: Meu refúgio e meu baluarte, Deus meu, em quem confio”. Versículos 1 e 2.

Observe que essa promessa é para os que habitam no esconderijo do Altíssimo, ou seja, os que têm um compromisso com Deus. Não é para qualquer um.

Prossegue o salmista: “Pois ele te livrará do laço do passarinheiro e da peste perniciosa. Cobrir-te-á com as suas penas e sob suas asas estarás seguro. A sua verdade é pavês e escudo”. Versículos 3 e 4.

Isso quer dize que neste ano Deus vai te livrar das armadilhas que fizerem contra ti. Doenças, invejas, mazelas, não te atingirá, pois essa é a garantia bíblica.

Diz ainda o salmista: “Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia, nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola o meio dia”. Versículos 5  e 6.

Quantas foram às pessoas que em 2017 sofreram de insônia? Milhares. Nesse ano novo, se você é um dos que habitam no esconderijo do Altíssimo não sofrerá desse mal; Deus te livrará de tudo isso.

Prossegue o salmista: “Caiam ml ao teu lado e dez mil a tua direita; tu não serás atingido”. Versículo 7.

Se você foi vítima de macumba, do desemprego ou de uma doença em 2017, neste ano novo nenhum desses males te atingirão. Os outros serão atingidos, você não.

Diz também o salmista: “Somente com os teus olhos contemplarás e verás o castigo dos ímpios”. Versículo 8.

Sabe aquela pessoa que ficou te zombando o no todo? Aquele que te perseguiu no ano passado? Deus está te dizendo que neste ano você verá a ruína dessa pessoa. Contemplarás com os teus olhos a derrota desse teu perseguidor.

Prossegue o salmista: “Pois disseste: O Senhor é o meu refúgio. Fizeste do Altíssimo a tua morada Nenhum mal te sucederá, praga nenhuma chegará a tua tenda”. Versículos 9 e 10.

Se o mal conseguiu alcançar a tua casa, destruindo a tua família no ano que passou; se você perdeu um parente para as drogas e para o mundo do crime; se o diabo conseguiu destruir o teu casamento, saiba que nesses versículos Deus diz claramente que mau nenhum chegará a tua casa, praga nenhuma atingirá a tua família.

Garante ainda o salmista: “Porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito para que te guardem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos para não tropeçares em pedra alguma”. Versículos 11 e 12.

Neste novo ano você não estará sozinho. Os anjos de Deus serão teus companheiros todos os dias, com a missão de te proteger, de te livrar de todo mal. A ordem é para que eles sejam nossos guardiões.

Diz ainda o salmista: “Pisarás o leão e a áspide, calcarás aos pés o leãozinho e a serpente”. Versículo 13. Enfrentarás tudo e a todos e sobressairás; mal nenhum te atingirá nesse novo ano.

O salmista termina, finalmente, com essa afirmação: “Porque a mim se apegou com amor, eu o livrarei, pô-lo-ei a salvo porque conhece o meu nome. Ele me invocará, e eu lhe responderei; na sua angústia eu estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei. Saciá-lo-ei com longevidade e lhe mostrarei a minha salvação”. Versículos 14, 15 e 16.

Veja que glorioso: Deus assegura, nesses versículos finais, que se a gente se apegar a Ele com amor, Ele nos salvará; quando orarmos, Ele nos responderá, em nossos momentos difíceis, Ele estará conosco; nos dará o livramento, nos dará anos de vida e por fim, nos dará a salvação eterna quando partirmos para a eternidade.

Meu amigo e minha amiga. É nessa fé que iremos atravessar esse novo ano. É nesse espírito que iremos viver cada dia de 2018.

Se você de fato e de verdade habita no esconderijo do altíssimo; se você é uma pessoa que de fato e de verdade tem compromisso com Deus, saiba que as promessas do salmo 91 são para você.

Por outro lado se você não acredita e nem tem compromisso com Deus; se você não habita no esconderijo do altíssimo, terás os mesmos problemas de 2017.


Deus quer nos proteger e nos guiar neste ano de 2018; deixa Ele trabalhar. Feliz ano novo.